Daninhas específicas

Analise precoce e exaustiva da lavoura. Em poucos minutos é possível identificar cada daninha, mesmo em pequenos focos. Vemos muito além das manchas e reboleiras.

Mais economia

Ajuda a gerenciar o manejo de plantas daninhas e reduzir significativamente o custo de aplicação de defensivos.

6 camadas de identificação

Hoje nossa solução trabalha com seis tipos de camadas, capazes de identificar uma alta gama de espécies de daninhas, facilitando no momento da tomada de decisão.

Plantas daninhas que identificamos:

camadas 2.png

Trepadeiras

camadas 2.png

Mamona

camadas 2.png

Gramíneas

(Porte alto)

camadas 2.png

Gramíneas

(Porte baixo)

camadas 2.png

Daninhas

indefinidas

camadas 2.png

Outras folhas largas

Estamos presentes em grandes grupos e usinas de todo o Brasil:

Como funciona

Com imagens aéreas da área  plantada, a inteligência artificial Cromai Scan analisa cada metro quadrado e detecta ervas daninhas com alta precisão.

Após a detecção, o Cromai Scan gera os arquivos de mapeamento padrão do setor com todos os dados geolocalizados que ajudam a criar mapas de aplicação.

 

Como funciona a nossa tecnologia

A.png

1. Para criarmos um modelo que identifique a DANINHA A, recebemos imagens que contenham a DANINHA A

B.png

2. Para este caso, classificamos as amostras de imagens em 3 casos

3. Utilizamos o banco de imagem criado para treinar o modelo para identificar a  DANINHA A.

 

Um modelo contém um conjunto de parâmetros que são treinados para identificar  DANINHA A

d.png

4. Utilizamos o modelo criado para identificar a espécie em novas imagens para o cliente

Como nossa tecnologia é implementada em campo

Ativo 3.png
 

Perguntas frequentes

Qual altura de cana é indicada para realizar o diagnóstico de daninhas?

Nós não limitamos a altura e nem a utilização da nossa ferramenta. Nós fornecemos informações e vocês adaptam essas informações conforme a estratégia da usina. Nossa inteligência artificial usa 3 parâmetros para identificar a planta daninha: cor, forma e textura. Além disso, a planta daninha precisa aparecer na imagem para ela ser georreferenciada, caso contrário não irá aparecer. Por exemplo, em um dossel de cana fechado já, uma gramínea abaixo não irá aparecer nas imagens. Mas uma corda-de-viola aparece, e é uma estratégia muito utilizada na pré-colheita para evitar o "embuchamento" do maquinário.

 

Nossa equipe de tratos já é muito eficiente, como vocês irão me ajudar na prática?

Um ponto a se ressaltar é que a nossa solução deixa de lado a regra das amostragens, a inteligência artificial da Cromai permite o mapeamento e o diagnóstico de 100% da área de interesse, tornando mais eficientes até mesmo aquelas operações que já eram otimizadas. Além disso, mais insumos na tomada de decisão possibilita também uma ampliação na redução de custos, principalmente de defensivos agrícolas, tendo em vista a alternativa da realização de operações localizadas de catação com alto índice de acerto, e também de aplicações localizadas de defensivos. Além disso, é importante ressaltar a economia do tempo operacional. Processos que antes duravam 3 dias de tratativas, com esse leque de informações, passam a levar 1 dia, no máximo 1 dia e meio, o que no final das contas acaba resultando também em economia financeira.

 

A ferramenta acerta de fato, as camadas de daninhas?

Atualmente os nossos diagnósticos possuem nível de acerto superior a 95% para desvios críticos, que são aqueles ligados a uma confusão entre folha estreita e folha larga, por exemplo; e acima de 90% de assertividade para desvios não críticos, quando as tratativas são semelhantes, como ocorre com a mamona e folha larga. Nossa inteligência artificial é constantemente bem treinada para trazer a vocês esse alto índice de assertividade e assim poder performar bem na área de vocês.

 
Qual a diferença entre a tecnologia da Cromai e o manejo por imagens de satélite?

A principal diferença está na resolução da imagem. Enquanto os satélites trabalham com uma resolução de 10 metros por pixel, as tecnologias da Cromai trabalham com imagens de drone com resolução entre 3 e 5 cm por pixel. O que é uma diferença enorme, ou seja, com essa resolução, favorece para que nossa inteligência artificial realize a identificação das plantas daninhas com uma grande precisão a nível de camada.

 
Qual o valor da ferramenta?

Nós entendemos que o custo-benefício é um fator a ser analisado, por isso, um primeiro passo que nós propomos é a realização de um período de teste da ferramenta/validação para provar o retorno de investimento junto a operação da sua usina. Após esse primeiro passo, nós realizamos uma análise e uma customização da nossa solução em relação ao tamanho de área a ser trabalhada dentro da sua operação. Vale lembrar que o alto retorno de investimento possibilita o pagamento da solução já nos primeiros meses de uso.

 
Precisamos primeiro melhorar nosso vôo e equipamentos de pulverização. Não é melhor deixar para implementar a Cromai depois disso?

Na verdade não é preciso, hoje na Cromai nós contamos com uma equipe de Sucesso do Cliente bem numerosa e muito bem capacitada, que está integralmente disponível para auxiliar na digitalização do seu manejo: do vôo à pulverização. Além disso, nosso time de especialistas irá te auxiliar no retorno de investimento com a ferramenta que proporciona a realocação de recursos, para que você possa ter ainda mais ganhos nas próximas safras com o uso das ferramentas da Cromai (:

 
 

Saiba mais sobre as tecnologias Cromai usadas em Cana